quarta-feira, dezembro 31, 2008

O que pesquisam os portugueses

Segundo a empresa Netpanel, que contabiliza as pesquisas feitas na net a partir de casa, os dez nomes mais pesquisados pelos portugueses durante 2008 foram, e por esta ordem, Luciana Abreu, Nereida Gallardo, Amy Winehouse, Ana Malhoa, Soraia Chaves, Jessica Alba, Diana Chaves, Fernando Pessoa, Carla Matadinho e Paris Hilton.

Parece-me a mim que há aí um intruso...

quinta-feira, dezembro 25, 2008

Cinema: semana de 18/12 a 24/12

Esta semana fui ver "Crepúsculo".

"Crepúsculo" é um romance fantástico com Kristen Stewart e Robert Pattinson nos principais papéis.
Bella Swan (Kristen Stewart) foi sempre um pouco diferente, nunca se preocupando em ser uma das miúdas com estilo da sua escola secundária em Phoenix. Quando a sua mãe volta a casar e Bella vai viver com o seu pai na chuvosa pequena cidade de Forks, Washington, ela não espera grandes mudanças. Então conhece o misterioso e fascinante Edward Cullen (Robert Pattinson), um rapaz diferente de todos os que já conhecera. Inteligente e divertido, ele vê a beleza interior de Bella. Rapidamente, Bella e Edward são levados por um apaixonado e decididamente pouco ortodoxo romance. Edward consegue correr mais rápido que um leão, consegue parar um carro em andamento com as suas próprias mãos - e não envelhece desde 1918. Como todos os vampiros, ele é imortal. Mas não tem presas e não bebe sangue humano; Edward e a sua família são únicos entre os vampiros na sua opção de vida. Para Edward, Bella é tudo aquilo por que ele esperou durante 90 anos - uma alma gémea. Mas quanto mas próximos eles ficam, mais Edward tem de lutar para resistir ao apelo animal do seu cheiro, que o poderia transportar para um delírio incontrolável. Mas o que irão Edward e Bella fazer quando James, Laurent e Victoria, os Cullens, inimigos mortais dos vampiros, chegarem à cidade, à procura de Bella?
Ao entrar para a sala pensei que ia ser mais um filme de vampiros mas desta vez com muito romance à mistura. Efectivamente havia uma relação romântica como ponto de partida mas estava enganado quanto ao "mais um filme de vampiros". Este filme conseguiu ser diferente de todos os outros deste género. Desde logo por dar um outro lado, dos vampiros, que não aquele de serem maus e alimentarem-se exclusivamente de sangue humano. Depois, toda a história à base do romance e do facto de um grupo de vampiros não se alimentar de sangue humano está muito bem construída. Os diálogos e toda a envolvência está muito bem feita, assim como as interpretações de todos os actores. Penso que a menos bem conseguida terá sido a do actor Robert Pattinson. Em suma, o melhor filme de vampiros (se é que se pode qualificar assim este filme) que já foi feito. Uma excelente surpresa.
Classificação: 8


Hoje estreiam 3 filmes:
  • "Austrália", uma aventura romântica de guerra com Nicole Kidman e Hugh Jackman nos principais papéis.
  • "Sim!", uma comédia com Jim Carrey no principal papel.
  • "Os Três Macacos", um drama de produção turca, francesa e italiana.

"Austrália" deve ser um filme com uma produção interessante, mas estou mais inclinado para o filme do Jim Carrey. Para mim, este é mesmo o filme da semana.

Bom cinema ;)

quinta-feira, dezembro 18, 2008

Cinema: semana de 11/12 a 17/12

Esta semana fui ver 3 filmes! São eles: "Bolt", "O Corpo da Mentira" e "Ensaio Sobre a Cegueira".

"Bolt" é um filme de animação com John Travolta na voz de Bolt, na versão original. Eu fui ver a versão portuguesa a 3 dimensões.
Para o Super-Cão Bolt, todos os dias são aventura, perigo e intriga - pelo menos até as câmaras se desligarem. Quando a estrela canina do programa de TV de sucesso é acidentalmente enviada, do seu palco em Hollywood, para a cidade de Nova York, Bolt inicia a sua maior aventura de sempre - uma viagem pelo país real até reencontrar a sua dona e co-protagonista, Penny. Armado apenas com a ilusão de que os seus feitos e poderes são reais, e com a ajuda dos dois mais improváveis companheiros de viagem - um aborrecido e abandonado gato doméstico chamado Mittens, e um hamster - numa bola de plástico - obcecado por TV chamado Rhino - Bolt descobre que ele não precisa de super-poderes para ser um herói.
Apesar de não ter havido, este ano, grandes filmes de animação, este é, sem dúvida, um dos melhores. O argumento está bastante bom, com cenas deliciosas para os mais miúdos, e piadas muito bem conseguidas para os mais crescidos. Eu assisti a este filme em 3D, mas de 3D não tinha nada. Não vi um único efeito especial a 3 dimensões, o que é de lamentar. De qualquer forma, o filme está bastante bom e mesmo as vozes portuguesas portaram-se bem.
Classificação: 7

"O Corpo da Mentira" é um thriller com Leonardo DiCaprio e Russell Crowe nos principais papéis.
Roger Ferris (DiCaprio) é o melhor operacional que a CIA tem no terreno, em lugares onde a vida humana só tem o valor da informação que pode transmitir. O sucesso das suas missões e da própria vida de Ferris está muitas vezes dependente da voz com que comunica numa linha segura da CIA, o veterano Ed Hoffman (Crowe). Agora, que se encontra no rasto de um líder terrorista que orquestrou uma série de bombardeamentos, Ferris questiona se os seus aliados não irão interferir na operação e pôr a sua vida em risco.
O filme tem, sem dúvida, uma boa realização e grandes actores. Russell Crowe e, especialmente, Leonardo DiCaprio têm mais uma excelente interpretação. O argumento está razoável. Penso que o grande problema está na sua duração excessiva. Muitas das cenas podiam ter sido retiradas do filme pois não acrescentavam nada à história. Penso que as personagens não foram bem exploradas e não lhes quiseram dar futuro. O filme corre a um ritmo aceitável, embora por vezes merecesse um pouco mais de acção. De qualquer forma, é um filme de boa qualidade que com um pouco mais de acção e rapidez na evolução da história poderia ser bem melhor.
Classificação: 7

"Ensaio Sobre a Cegueira" é um thriller com Julianne Moore e Mark Ruffalo nos principais papéis e Alice Braga e Danny Glover em papéis mais secundários.
Uma cidade é devastada por uma epidemia instantânea de "cegueira branca". Face a este surto misterioso, os primeiros indivíduos a serem infectados são colocados pelas autoridades governamentais em quarentena, num hospital abandonado. Cada dia que passa aparecem mais pacientes, e esta recém-criada "sociedade de cegos" entra em colapso. Tudo piora quando um grupo de criminosos, mais poderoso fisicamente, se sobrepõe aos fracos, racionando-lhes a comida e cometendo actos horríveis. Há, porém, uma testemunha ocular a este pesadelo: uma mulher, cuja visão não foi afectada por esta praga, que acompanha o seu marido cego para o asilo. Ali, mantendo o seu segredo, ela guia sete desconhecidos que se tornam, na sua essência, numa família. Ela leva-os para fora da quarentena em direcção às ruas deprimentes da cidade, que viram todos os vestígios de uma civilização entrar em colapso. A viagem destes é plena de perigos, mas a mulher guia-os numa luta contra os piores desejos e fraquezas da raça humana, abrindo-lhes a porta para um novo mundo de esperança, onde a sua sobrevivência e redenção final reflectem a tenacidade do espírito humano.
Sem conhecer a história, passei quase todo o filme entusiasmado à espera que fosse acontecer algo de excepcional. Uma altura em que se desvendasse todo o mistério à volta da doença e todo o mistério à volta da imunidade da actriz principal. Mas nada aconteceu. O entusiasmo foi até ao fim que, logo de seguida, deu lugar a desilusão. Até os vários falhanços registados ao longo do filme (que foram mesmo vários) foram minimizados pelo tal entusiasmo. No entanto, após o final, é incompreensível aceitar os tais falhanços ao longo de todo o filme. Serão falhanços da história de Saramago ou apenas de Fernando Meirelles? Não posso dizer porque não li o livro. De qualquer forma, e apesar dos vários falhanços da história, tem que se destacar o magnífico papel de Julianne Moore. Grande interpretação por parte desta grande actriz. Terá aqui talvez o melhor papel de sempre. Mark Ruffalo, Danny Glover e mesmo a sobrinha de Sónia Braga, Alice Braga, têm aqui também uma boa interpretação. Em suma, uma história empolgante mas que não encontrou um final à altura. Várias incongruências ao longo filme conseguem, de alguma forma, ser encobertos pelo brilhantismo dos actores, especialmente de Julianne Moore. No entanto, exigia-se muito mais a este filme.
Classificação: 6

Hoje estreiam 5 filmes:
  • "A Lenda de Despereaux", um filme de animação da Universal Pictures.
  • "Mulheres!", uma comédia com Meg Ryan no papel principal.
  • "Caos Calmo", um drama romântico italiano com coprodução inglesa.
  • "Filho de Rambow - Um Novo Herói", uma comédia inglesa com coprodução francesa.
  • "O Silêncio de Lorna", um drama de produção belga, francesa, italiana e alemã.

A estreia da semana penso ser o filme "Mulheres!". Reúne um elenco (de mulheres) bastante interessante e interessante também parece ser o filme. Mas para já não veio para Braga...

Bom cinema ;)

quinta-feira, dezembro 11, 2008

Cinema: semana de 04/12 a 10/12

Como, infelizmente, já vem sendo habitual, esta semana não fui ao cinema.
No entanto, e com a promessa que esta semana irei ao cinema, aqui estão as 2 estreias da semana:
  • "Bolt", um filme de animação que na versão original tem John Travolta na voz principal.
  • "O Dia em que a Terra Parou", um filme de ficção com Keanu Reeves e Jennifer Connelly.

"O Dia em que a Terra Parou" promete muito. Vamos lá ver se corresponde às expectativas...

Bom cinema ;)

terça-feira, dezembro 09, 2008

Lista dos 10 filmes mais caros de sempre

1. Piratas das Caraíbas nos Confins do Mundo (235 milhões de euros)
2. Homem-Aranha 3 (202 milhões)
3. 007 - Quantum of Solace (180 milhões)
4. Piratas das Caraíbas: O cofre do homem morto (176 milhões)
5. X-Men: O confronto final (165 milhões)
6. King Kong (162 milhões)
7. Superman: O Regresso (160 milhões)
8. Crónicas de Nárnia: o Príncipe Caspian (157 milhões)
9. Exterminador 3: A Ascenção das Máquinas (157 milhões)
10. Titanic (157 milhões)

quinta-feira, dezembro 04, 2008

Cinema: semana de 27/11 a 03/12

Esta semana fui ver "Madagáscar 2".

"Madagáscar " é o 2º filme desta saga de animação.
Alex, Marty, Melman, Glória, o Rei Juliano, Maurício e os pinguins e os chimpanzés encontram-se abandonados nas costas distantes de Madagáscar. Perante este obstáculo, os nova-iorquinos elaboraram um plano tão maluco que talvez até resulte. Com precisão militar, os pinguins repararam um velho avião despenhado - mais ou menos. Assim que estão nos céus, esta inesperada tripulação fica no ar o tempo suficiente para chegarem ao lugar mais selvagem de todos - as vastas planícies de África, onde os nossos amigos criados no Zoo encontram pela primeira vez animais da sua própria espécie. África parece ser um lugar espantoso... mas será que é melhor do que a sua casa em Central Park?
Apesar de não ser o melhor filme de animação do ano, longe disso, este Madagáscar 2 consegue divertir tanto como o primeiro filme. A história é bastante engraçada e tem cenas divertidíssimas tanto para crianças como para adultos. Tem piadas muito bem conseguidas, nitidamente direccionadas para um público menos jovem. Os pinguins, assim como a girafa Melman (na versão portuguesa interpretada brilhantemente por Bruno Nogueira) continuam a ser as grandes estrelas do filme. Portanto, este é um filme que entretém mas pouco mais.
Classificação: 7


Hoje estreiam 5 filmes:
  • "Amália, o Filme", um drama biográfico com Sandra Barata Belo no papel de Amália.
  • "Crepúsculo", um fantástico romântico com Kristen Stewart e Robert Pattinson nos principais papéis.
  • "Uns Sogros de Fugir", uma comédia com Vince Vaughn e Reese Witherspoon nos papéis principais.
  • "Fome", um drama de produção inglesa e irlandesa.
  • "Eu Quero Ver", um drama francês com Catherine Deneuve.

Sem grandes filmes a estrear parece-me que, esta semana, vou ver alguns filmes que estrearam nas últimas semanas e que ainda não tive oportunidade de ir ver.

Bom cinema ;)

quinta-feira, novembro 27, 2008

Cinema: semana de 20/11 a 26/11

Esta semana, por falta de tempo e disposição, não fui ao cinema.

Hoje estreiam 4 filmes:
  • "Madagáscar 2", o segundo filme desta saga de animação.
  • "O Sorriso das Estrelas", um drama romântico com Richard Gere e Diane Lane nos principais papéis.
  • "Bangkok Dangerous - O Perigo Espreita", um thriller cheio de acção com Nicolas Cage no principal papel.
  • "Quatro Noites com Anna", um drama de produção polaca e francesa.

A estreia da semana vai para o filme de animação "Madagáscar 2". Diversão garantida.

Bom cinema ;)

quinta-feira, novembro 20, 2008

Cinema: semana de 13/11 a 19/11

Esta semana fui ver "Arte de Roubar".

"Arte de Roubar" é um filme português, totalmente falado em inglês. É uma comédia, com alguma acção à mistura, com Ivo Canelas e Enrique Arce nos principais papéis.

Chico e Fuentes são dois amigos que vivem de pequenos roubos, golpes e contos do vigário. Apesar de Chico se considerar um mestre do crime, quase todos os planos engendrados acabam por falhar. Ambos viveram a maior parte da vida nos EUA, Chico é emigrante português e Fuentes é espanhol. Uma vez que já estão "queimados" por terras do Tio Sam decidem vir para a Europa em busca do golpe perfeito. Portugal é o local perfeito devido às raízes lusas de Chico. Já em Portugal e depois de nova tentativa de assalto, fracassada, à praça de touros de uma pequena localidade rural, onde Chico escapa com uma orelha cortada, os dois amigos são contactados por um velho e estranho Mordomo, Augusto, que os contrata para assaltar uma Quinta. Quinta essa que pertence a uma Condessa para quem ele trabalha há mais de trinta e cinco anos. Desta vez o plano parece perfeito - Chico acredita que finalmente vai concretizar o seu maior sonho; dar o último golpe, escrever o seu nome na enciclopédia do crime. Mas o destino tem outros planos.

Interessante a ideia de fazer um filme português em inglês, mais precisamente em americano. Na música há muito que a língua inglesa se faz ouvir e, agora, chegou a altura do cinema. Poderia ter sido uma tentativa falhada mas por acaso resultou e muito bem. Até tivemos oportunidade de assistir a uma coisa muito rara: ouvir uma espanhola a falar americano quase sem sotaque espanhol. O filme tem uma história engraçada e, por vezes, até bastante interessante. Tem piadas bem conseguidas e situações que são cómicas quase despropositadamente. Pudemos mesmo assistir a 2 ou 3 cenas hilariantes. Nota-se logo que estávamos perante um profissional da escrita humorística (João Quadros). As interpretações estão quase todas muito boas, o que prova que a representação em Portugal tem vindo a melhorar, nos últimos anos, significativamente. Ivo Canelas e Soraia Chaves são 2 dos melhores exemplos. Nicolau Breyner, já se sabe, grande actor e mais uma boa interpretação. O filme peca por ser um pouco simples demais, se bem que para um filme destes era arriscado fazer algo de muito complexo. De qualquer forma, tudo muito previsível. Em suma, mais um filme português (embora falado em inglês) de boa qualidade. Penso que este ano já vi mais filmes portugueses que no resto da minha vida, o que é muito bom sinal, no que respeita à qualidade dos mesmos.
Classificação: 7


Hoje estreiam 4 filmes:

  • "O Corpo da Mentira", um thriller com Leonardo DiCaprio e Russell Crowe nos principais papéis.
  • "Menino da Mamã", uma comédia com Jeff Daniels, Anna Faris e Diane Keaton.
  • "Wackness - À Deriva", uma comédia dramática com Ben Kingsley no principal papel.
  • "A Fronteira do Amanhecer", um drama francês.

A estreia da semana vai para o thriller com Leornado DiCaprio e Russell Crowe. 2 grandes actores num, que deve ser, um grande filme.

Bom cinema ;)

quarta-feira, novembro 19, 2008

Manuela = Salazar?

Defendendo a ideia de que não se deve tentar fazer reformas contra as classes profissionais, Manuela Ferreira Leite declarou: "Eu não acredito em reformas, quando se está em democracia...", fazendo nessa altura uma pausa e deixando a frase por concluir.
"Quando não se está em democracia é outra conversa, eu digo como é que é e faz-se", observou em seguida a presidente do PSD, acrescentando: "E até não sei se a certa altura não é bom haver seis meses sem democracia, mete-se tudo na ordem e depois então venha a democracia".

Como é que é possível a líder da oposição achar que em determinadas alturas era não haver democracia? Que políticos são estes?
Se o Governo ignora  tudo e todos e se o nosso principal partido da oposição é isto que se vê, só se pode dizer uma coisa: estamos lixados!

Erro de casting

Luís Filipe Menezes considera que a líder do PSD, Manuela Ferreira Leite, é um "erro de casting" e que vai acabar por originar uma "perda da influência" do partido.

Mais uma vez, Luís Filipe Menezes critica a líder do seu partido.

Desde que Manuela Ferreira Leite foi eleita presidente do PSD que Luís Filipe Menezes ainda não parou de fazer criticas internas. Tendo em conta que o argumento principal para a sua demissão foi achar que, sem ele, haveria maior estabilidade dentro do partido, não é um pouco esquisito ser ele, actualmente, o principal causador da instabilidade?

Há pessoas que não têm olhos na cara...

quinta-feira, novembro 13, 2008

Cinema: semana de 06/11 a 12/11

Esta semana fui ver "007 - Quantum of Solace", "W." e "1ª Vez - 16MM".

"007 - Quantum of Solace", é mais um filme da saga James Bond sendo protagonizada pela segunda vez por Daniel Craig.
Traído por Vesper, a mulher que ele amou, 007 apenas quer fazer a sua última missão pessoal. Na perseguição da verdade, Bond (Daniel Craig) e M (Judi Dench) interrogam o deputado White que revela que a organização que chantageou Vesper é muito mais complexa e perigosa do que alguém tinha imaginado.
Onde está o James Bond que todos conhecemos? É notório que não existe vontade para continuar esta saga que já existe há tanto tempo. Então porque tentar fazê-lo? Parece-me que há alguém que quer fazer filmes de acção com sucesso garantido e para isso usam o nome de James Bond para o conseguir. Sim, porque isto não tem nada a ver com o James Bond de Sean Connery, Roger Moore ou mesmo Pierce Brosnan. Onde está o Bond, James Bond? Onde está o galã sedutor? Onde está o humor tipicamente britânico (houveram duas piadas ao longo de todo o filme)? Onde estão as engenhocas? Onde está a música tão característica dos filmes do 007? Ah, essa tem resposta: está durante os créditos (que tristeza). Tudo o que era característico da saga James Bond deixou de existir. Então, mais uma vez eu pergunto: para quê continuar-lhe a chamar James Bond? Se já no "Casino Royale" o filme padecia desse problema, esperava-se que era por ser o "primeiro" filme da saga, afinal não era esse o problema. Portanto, deixando James Bond por um momento neste comentário, o filme em geral não está tão bom como "Casino Royale". O argumento está bem mais fraco, assim como a realização. A câmara aos saltos não me parece uma boa opção para este tipo de filmes. Daniel Craig tem mais uma boa interpretação embora, como é óbvio, não seja um James Bond. As bond-girl foram um erro completo. A primeira não existiu, e a segunda teve uma interpretação que deixa muito a desejar. Valeu Daniel Craig em todo o filme. Em conclusão, James Bond acabou. Agora é apenas um filme de acção feito por alguém que se quer aproveitar do nome para ter sucesso garantido. Sendo assim, o filme está razoável. Consegue entreter mas o argumento podia estar bem melhor, especialmente tendo em conta que um dos argumentistas é Paul Haggis.
Classificação: 7
"W." é uma crónica sobre a vida e presidência dos EUA de George W. Bush, realizado por Oliver Stone.
Quer se adore ou se odeie, não há dúvida que George w. Bush é uma das figuras públicas mais controversas da história mais recente. W. conduz os espectadores pela atribulada vida de Bush - as suas lutas e triunfos, como ele encontrou tanto a sua esposa como a sua fé e, claro, os dias críticos que levaram Bush a tomar a decisão de invadir o Iraque.
Não se pode dizer que o filme esteja mau mas é verdade que esperava muito mais de Oliver Stone. O filme corre a ritmo algo lento e muitas vezes sem interesse. O que é pena, visto que há muitos aspectos importantes durante a administração W. Bush que foi ignorada, como o 11 de Setembro, e que poderia ter evitado as partes "mortas" do filme. A parte do Iraque, por exemplo, já foi abordada e bem explicada. As interpretações dos actores não se pode dizer que foram más mas é verdade que poderiam ter sido bem melhores. De qualquer forma, podemos assistir a vários momentos e a curiosidades interessantes da vida do pior Presidente dos Estados Unidos de sempre, grande parte deles completamente desconhecidos do público.
Classificação: 7

"1ª Vez - 16MM" é um filme português que conta com a participação de António Vitorino D'Almeida, Adelaide João e João D'Ávila. Fui ver este filme em ante-estreia com realizador e alguns actores na sala.
As frustrações, alegrias, excentricidades e atribulações vividas por um grupo de jovens cineastas que se lança na realização a sua primeira longa metragem. Uma história fantástica sobre ingenuidade, relações humanas, paixão e cinema.
O filme é mau de mais para ser verdade. Para além do argumento do filme não ter absolutamente qualquer nexo, a maior parte dos intervenientes do filme não têm a mínima capacidade de representação. Rui Goulart, realizador e actor principal do filme, é o caso mais explícito. Como realizador, pudemos ver neste filme, que não tem noção como se realiza um filme. Basta dizer que ele conseguiu a fantástica proeza de filmar em Veneza e Paris e dar ao espectador a sensação que estas duas cidades são das mais feias do mundo. Como actor, bem... Não é actor. Fala sempre no mesmo tom e sem qualquer expressividade. Mas ele não foi o único. Quase todos os actores foram assim. As excepções foram apenas 3 ou 4. Adelaide João, por exemplo, ou João D Ávila. A actriz que fazia de assistente também poderá ter futuro na arte de representação. O resto, foi uma calamidade. Fazia lembrar aquelas primeiras telenovelas portuguesas que eram faladas sempre com o mesmo tom. Enfim, lamentável. De resto, o filme não faz qualquer sentido e apenas por respeito aos actores e realizador que estavam presentes na sala, e especialmente ao cinema que me convidou para ver o filme, não me vim embora antes do filme acabar. Concluindo, devo dizer que pela primeira vez vou dar nota negativa a um filme. Normalmente dou sempre pelo menos a nota minima positiva porque há sempre algo de positivo num filme, seja as interpretações por parte dos actores, seja o argumento ou realização. Neste caso, nenhum dos aspectos é positivo e devo dizer que assisti ao pior filme de todos os tempos. Não leva 0 devido ao trabalho dos 3 ou 4 actores que já referi anteriormente.
Classificação: 2


Hoje estreiam 5 filmes:
  • "Ensaio Sobre a Cegueira", um thriller dramático baseado num livro de José Saramago, realizado pelo realizador brasileiro Fernando Meirelles, com Julianne Moore e Mark Ruffalo nos principais papéis.
  • "A Dupla Face da Lei", um thriller com Robert De Niro e Al Pacino nos papéis principais.
  • "Reviver o Passado em Brideshead", um drama inglês.
  • "Sobreviver Com os Lobos", um drama de produção francesa, belga e alemã.
  • "1ª Vez 16mm, é um drama português.

Apesar do filme baseado no livro do Saramago ter sido muito falado, penso que a estreia da semana é o filme protagonizado por 2 dos melhores actores de sempre, Roberto De Niro e Al Pacino. Apesar do filme ainda não ter vindo para Braga, penso que é uma questão de tempo e é um filme a não perder.

Bom cinema ;)

segunda-feira, novembro 10, 2008

Sporting - Porto

Como é que é possível a TVI não mudar os seus comentadores dos jogos de futebol? É ridículo.

quinta-feira, novembro 06, 2008

Cinema: semana de 31/10 a 05/11

Esta semana fui ver "Corrida Mortal", "Max Payne" e "Saw 5 - A Sucessão".

"Corrida Mortal" é um thriller cheio de acção com Jason Statham no principal papel.
O tri-campeão de corridas de velocidade-limite, Jensen Ames (Statham), é um perito em sobrevivência na árdua paisagem em que o país se transformou. Mas, quando pensa ter dado a volta à sua vida, é condenado por um arrepiante homicídio que não cometeu. Forçado a assumir a máscara do mítico piloto Frankenstein - o favorito do público, e aparentemente impossível de derrotar - é dada a Ames uma opção fácil pela carcereira de Terminal Island (Joan Allen): vestir o fato de corrida ou apodrecer numa cela.
Estamos perante um grande filme de acção, bem ao estilo de Jason Statham. O argumento não tem nada de especial. Aliás é todo ele muito previsível, mas as cenas de acção estão bem filmadas e bem interpretadas. Para além de Jason Statham, temos uma grande interpretação de Ian McShane e de Joan Allen. No outro extremo temos Natalie Martinez. Depois de já ter sido fácil apercebermo-nos da sua incapacidade de representação na série que passou recentemente na Fox Life, "Fashion House", Natalie mostra mais uma vez que beleza não é sinónimo de qualidade representativa. De resto, o filme corre todo a bom ritmo e, sem dúvida, que o elenco foi todo ele bem escolhido (com a excepção já mencionada).
Classificação: 7


"Max Payne" é um thriller com Mark Wahlberg no principal papel e Mila Kunis e Chris O'Donnell nos papéis secundários.
Baseado nos lendários e interactivos jogos de vídeo, Max Payne conta a história de um polícia desertor (Mark Wahlberg) que está determinado a encontrar o responsável pelo brutal assassinato da sua família e parceiro. Unindo-se a uma assassina (Mila Kunis) disposta a vingar-se da morte da irmã, esta dupla vai ser perseguida pela polícia, pela máfia e por uma corporação sem escrúpulos. Cego pela vingança, a sua obsessiva investigação leva-o numa viagem terrível por um mundo de trevas. Assim que o mistério se adensa, Max é forçado a lutar com inimigos para além do mundo natural e lidar com uma traição impensável.
O que salta à vista neste filme são os excelentes efeitos especiais. As cenas estão todas bem filmadas, o que mostra que a realização é de grande qualidade, mas são os efeitos especiais que dão cor a cada uma delas. O filme corre sem grandes percalços, no entanto, parece que o argumentista, a certa altura, não sabia muito bem o que fazer. Com efeito, o argumento não é, certamente, um dos pontos fortes do filme. Relativamente às interpretações, temos um Mark Wahlberg que cumpre mas não deslumbra, uma Mila Kunis que ainda tem muito que aprender no que à interpretação diz respeito e um regressado Chris O`Donnell que, se pode dizer, teve uma interpretação positiva. Em suma, um filme que se consegue ver mas que não convence.
Classificação: 6


"Saw 5 - A Sucessão" é o 5º filme desta saga de terror protagonizada por Tobin Bell.
Neste 5º capítulo da série, Hoffman é, aparentemente, a única pessoa viva a continuar o legado de Jigsaw. Mas quando o seu segredo é ameaçado, Hoffman tudo fará para eliminar as pontas soltas.
Será que "Saw 5" significa o fim da saga de terror mais lucrativa de todos os tempos? Se tal acontecesse podia-se dizer que acabou com tudo explicado. Ou será que não? Há sempre possibilidade para uma continuação, uma nova história. Mas falemos deste filme. O argumento está, como sempre, muito bem elaborado. Tudo tem lógica (como é normal, apenas no fim), tudo faz sentido. As armadilhas e os "jogos" montados estão mais uma vez excepcionais. O terror físico não deixou ninguém a pedir por mais e, como já é costume, o terror psicológico, a grande mais-valia desta saga, está constantemente presente. As interpretações continuam a ser bastante boas, sempre com especial relevância para Tobin Bell. Neste filme apenas fiquei desiludido com o final. Todo ele foi bem montado e tudo faz sentido mas, pela primeira vez, foi todo ele bastante previsível. Pela primeira vez cheguei ao fim do filme sentindo alguma desilusão porque não fui surpreendido como foi normal nos 4 outros filmes. Será que foi porque ao fim de 5 filmes já não nos conseguem surpreender porque já conhecemos "Saw" demasiado bem? Ou foi mesmo falta de imaginação para mais? De qualquer forma, continua a ser a melhor saga de terror de todos os tempos e este 5º filme não fez, certamente, os criadores de "Saw" ficarem com vergonha.
Classificação: 8


Hoje estreiam 3 filmes:
  • "007 - Quantum of Solace", mais um filme do agente secreto mais famoso do planeta, com Daniel Craig no papel de James Bond.
  • "Arte de Roubar", um filme cómico de acção português todo ele falado em inglês com Ivo Canelas, Soraia Chaves, Nicolau Breyner, entre outros.
  • "O Primeiro Choro", um documentário francês.

A estreia da semana vai para James Bond. O agente secreto está de regresso e promete vingança. Vale a pena não perder, igualmente, o filme português "Arte de Roubar". É um filme todo ele falado em inglês para tentar maior aceitação especialmente fora do país.

Bom cinema ;)

quinta-feira, outubro 30, 2008

Cinema: semana de 23/10 a 29/10

Esta semana, por motivo de férias, não fui ao cinema.

De qualquer forma, aqui estão as estreias de hoje:

  • "High School Musical 3: Último Ano", o 3º filme deste musical juvenil, com bastante romance à mistura.
  • "Saw 5 - A Sucessão", o 5º filme desta saga fantástica de terror, com Tobin Bell, como sempre, no papel de Jigsaw.
  • "Guerra, S.A.", um filme de acção com bastante comédia, com John Cusack, Hilary Duff, Marisa Tomei, Joan Cusack, Dan Aykroyd, Ben Kingsley, entre outros.
  • "A Turma", um drama francês.
  • "Busca Implacável", um thriller cheio de acção com Liam Neeson no principal papel.
  • "Chrysalis - Um Futuro Próximo", um thriller de ficção científica francês.
  • "Em Bruges", uma comédia britânica com Colin Farrell no principal papel.

A estreia da semana é o 3º filme do "High School Muscial". Apesar de não ser muito do meu agrado, não se pode ignorar o sucesso desta saga musical. Nos Estados Unidos bateu mesmo o record de bilheteira no primeiro fim-de-semana de estreia, que pertencia ao recente "Mamma Mia". Não se pode ignorar de todo também a estreia de "Saw 5". A melhor saga de terror de sempre está de volta.

Bom cinema ;)

quinta-feira, outubro 23, 2008

Cinema: semana de 16/10 a 22/10

Esta semana fui ver "Olhos de Lince" e "Um Padrasto para Esquecer".

"Olhos de Lince" é um thriller com Shia LaBeouf e Michelle Monaghan nos principais papéis.
Jerry Shaw (LaBeouf) e Rachel Holloman (Monaghan) são dois desconhecidos que são unidos por um misterioso telefonema de uma mulher que eles nunca viram. Ameaçando as suas vidas e as suas famílias, ela empurra Jerry e Rachel para uma série de situações cada vez mais perigosas, usando a tecnologia do dia-a-dia para monitorizar e controlar todos os seus movimentos. À medida que a situação se agrava, estas duas pessoas vulgares tornam-se nos fugitivos mais procurados do país, que devem agora trabalhar em conjunto para descobrir o que está realmente a acontecer. Ao lutar pela vida, tornam-se peões de um inimigo sem rosto, que parece deter poder ilimitado para manipular tudo o que fazem.
Um bom filme, cheio de acção e algum suspense. Embora algumas cenas de acção estejam bastante confusas, a realização acaba por ter nota positiva. Penso, no entanto, que D.J. Caruso já teve melhores trabalhos. Todos os actores tiveram bastante seguros nas suas interpretações. No entanto, penso que a escolha para a dupla protagonista não foi feliz. Não há qualquer química entre Shia Labeouf e Michelle Monaghan. Portanto, penso que esta última devia ter sido substituída por outra actriz que contracenasse com Labeouf, visto ser este aquele que melhor se adapta ao papel. Um ingrediente que poderia ter sido introduzido neste filme e que, infelizmente, não foi, é o humor. Simplesmente ele não existe e poderia ser uma mais-valia ao filme. De qualquer forma é um filme que tem um bom argumento e que consegue entreter.
Classificação: 7


"Um Padrasto para Esquecer" é uma comédia com Billy Bob Thornton, Seann William Scott e Susan Sarandon nos papéis principais.
Um Jovem (Seann William Scott) vê-se obrigado a visitar a mãe na cidade onde passou a infância, ao saber que ela está de casamento marcado. E tudo o que ele irá fazer é tentar evitar o casamento, uma vez que o pretendente é um seu antigo professor de educação física, Mr. Woodcock (Billy Bob Thornton) - um homem que tornou a escola um verdadeiro inferno.
Um filme ligeiro, com um argumento fraquinho mas, no entanto, com boas interpretações de todos os intervenientes. Tem cenas de humor muito bem conseguidas, que algumas vezes conseguem disfarçar o fraco argumento. Consegue entreter.
Classificação: 7


Hoje estreiam 4 filmes:
  • "W.", um drama bibliográfico com George W. Bush, realizado por Oliver Stone.
  • "Corrida Mortal", um filme de acção com Jason Statham no principal papel.
  • "Indetectável", um thriller com Diane Lane no papel principal.
  • "Entre os Dedos", um drama português.

"W." parece-me um excelente filme e, mais uma vez, uma oportunidade para ver a excelente pessoa e político que é George W. Bush.

Bom cinema ;)

quinta-feira, outubro 16, 2008

Cinema: semana de 09/10 a 15/10

Por diversos motivos, que não vale a pena estar aqui a explicar, esta semana não fui ao cinema.

De qualquer forma, aqui ficam as estreias da semana:
  • "Max Payne", um filme de acção baseado num jogo de computador com Mark Wahlberg no papel principal.
  • "Berlin", um documentário de produção americana e inglesa.
  • "Paris", uma comédia romântica francesa com Juliette Binoche no principal papel.

"Max Payne" é a estreia da semana e com Mark Wahlberg no principal papel, o filme só pode ser bom.

Bom cinema ;)

sexta-feira, outubro 10, 2008

Casamento só para alguns

Manuel Alegre votou a favor do casamento entre homossexuais.

86% dos visitantes deste blog também.

quinta-feira, outubro 09, 2008

Cinema: semana de 02/10 a 08/10

Esta semana fui ver "Filhos e Enteados".

"Filhos e Enteados" é uma comédia com Will Ferrell e John C. Reilly.
Brennan Huff (Ferrell), de 39 anos, tem emprego esporadicamente e vive com a mãe, Nancy (Steenburgen). Dale Doback (Reilly) é um desempregado de 40 anos que mora com o pai, Robert (Jenkins). Quando Nancy e Robert se casam, Brennan e Dale são forçados a morar juntos. O narcisismo, a inércia e a imaturidade destes meios-irmãos ameaçam a estabilidade da nova família, mas os dois homens de meia idade vão aliar-se para orquestrar um plano que reponha a ordem das coisas... e quem sabe os faça finalmente sair de casa.
Com mais uma grande interpretação, Will Ferrell assina mais um bom argumento cómico original. Embora o desenrolar do filme seja previsível, o filme conta com cenas cómicas cheias de inspiração e muito bem interpretadas por todos os actores. O chamado humor "estúpido" é uma constante, mas todo ele muito bem elaborado e interpretado. Will Ferrell e John C. Reilly formam uma dupla perfeita e não imagino mais ninguém a desempenhar estes papéis.
Classificação: 7


Hoje estreiam 7 filmes:
  • "A Casa das Coelhinhas", uma comédia com Anna Faris no principal papel.
  • "Olhos de Lince", um thriller com Shia LaBeouf e Michelle Monaghan nos principais papéis.
  • "Um Padrasto Para Esquecer!", uma comédia com Billy Bob Thornton, Seann William Scott e Susan Sarandon nos principais papéis.
  • "Desejos Selvagens", um drama com Julianne Moore no principal papel.
  • "Do Outro Lado", um drama de produção alemã, turca e italiana.
  • "Mal Nascida", um drama português realizado por João Canijo.
  • "Mulheres de Guerra", um drama francês com Sophie Marceau no principal papel.

Esta semana temos filmes para todos os gostos, embora não haja nenhuma grande estreia. O filme protagonizado por Shia LaBeouf parece ser o mais interessante.

Bom cinema ;)

sexta-feira, outubro 03, 2008

"PS impõe voto contra o casamento homossexual"

Como é possível um partido que, actualmente, tem as responsabilidades que tem, que está no Governo e que, essencialmente, se diz de esquerda, toma uma atitude como esta?
Que algumas pessoas sejam preconceituosas, ainda entendo. Que um partido como o PP seja contra, ainda entendo. Agora, um partido (supostamente) de esquerda impor uma atitude, de tal forma preconceituosa, aos seus deputados... não entendo. É completamente inadmissível.

Uma palavra de apreço a Pedro Nuno Santos, ex-líder da Juventude Socialista, que vai contra a decisão do seu partido e vai votar a favor.

quinta-feira, outubro 02, 2008

Cinema: semana de 25/09 a 01/10

Esta semana fui ver "Não Te Metas Com o Zohan", "Tempestade Tropical" e "Destruir depois de ler".

"Não Te Metas Com o Zohan" é uma comédia com Adam Sandler no principal papel.
Lavar. Secar. Salvar o mundo. Em «Não te Metas com o Zohan», Sandler é Zohan, um comando Israelita que simula a sua própria morte, de forma a perseguir um sonho: tornar-se no cabeleireiro mais famoso de Nova Iorque.
Adam Sandler já provou várias vezes ser um bom actor. Neste filme conseguiu-o provar mais uma vez. Como já é costume, Sandler reuniu alguns dos seus fiéis amigos, tais como o sempre presente Rob Schneider, John Turturro e até John McEnroe, que depois de ter uma breve participação em "Mr. Deeds" volta a fazer uma perninha no mundo do cinema. O filme tem um argumento engraçado, com muitas cenas cómicas bastante inspiradas, com interpretações dos actores geniais para este tipo de filmes, e até houve tempo para um pouco de romance. As piadas políticas e sociais foram uma constante e quase todas bem apropriadas. Em suma, é um filme que diverte qualquer um.
Classificação: 8


"Tempestade Tropical" é uma comédia com Ben Stiller, Robert Downey Jr. e Jack Black nos principais papéis, e Nick Nolte, Matthew McConaughey e Tom Cruise em papéis mais secundários.
Um grupo de actores egocêntricos propõe-se fazer o filme de guerra mais caro de sempre. Quando os custos disparam, o estúdio é obrigado a cancelar o filme, mas o frustrado realizador recusa-se a parar as filmagens e leva o seu elenco para as florestas do Sudeste Asiático, onde encontram vilões a sério.
Esperava um pouco mais deste filme. Temos interpretações brilhantes de Robert Downey Jr. e, surpreendentemente, Tom Cruise. De resto, foram actores todos eles sobejamente conhecidos mas com interpretações banais. O argumento partiu de uma premissa interessante: gozar com Hollywood. Na primeira meia hora de filme isso até estava a ser conseguido mas depois... parece que tiveram que parar para pensar o que iam fazer a seguir. O filme perde imenso pela falta de ritmo que, a certa altura, acontece, sem se saber muito bem porquê. Confesso que cheguei a adormecer em algumas partes do filme. Isto num filme cómico como este não deveria ser possível acontecer. O final do filme compensa um bocado a falta de ritmo no meio, e temos acção quanto baste. Boa acção. Relativamente à parte cómica, tem partes que foram muito bem conseguidas. No entanto, há outras partes que as piadas não tiveram piada nenhuma. Mas, felizmente, não foram muitas. Em suma, temos um filme com humor inteligente quase sempre bem conseguido, mas com pouco ritmo em determinadas alturas do filme. De qualquer forma, para quem gosta deste tipo de humor, parece um filme a não perder.
Classificação: 7


"Destruir Depois de Ler" é uma comédia com Brad Pitt, George Clooney, John Malkovich, Tilda Swinton, Richard Jenkins e Frances McDormand. Fui ver este filme em ante-estreia.
Após ter sido despedido, um ex-agente da CIA (John Malkovich) decide escrever as suas memórias documentando segredos do governo mas, durante as partilhas do divórcio, a sua ex-mulher (Tilda Swinton) rouba-lhe um disco com o único exemplar do manuscrito. Por engano, esse mesmo disco cai nas mãos de dois empregados de um ginásio (Brad Pitt e Frances McDormand), um homem e uma mulher sem escrúpulos, que tencionam explorar ao máximo a sua descoberta, vendendo a informação de forma a poderem pagar uma cirurgia plástica. É então chamado um agente da CIA (George Clooney) para resolver o caso... custe o que custar.
Aqui está um filme, na minha opinião, candidato aos óscares. Realização soberba dos irmãos Coen, interpretações fantásticas de George Clooney, Frances McDormand, Brad Pitt, John Malkovich e Tilda Swinton e argumento complexo mas de alta qualidade. O filme tem cenas com imensa piada que só conseguem ter essa piada por situações criadas ao longo do filme. O auge do humor é interpretado por J.K. Simmons (perfeito para o papel) em duas cenas que têm piada pelo ridículo das situações criadas. No entanto, embora o argumento seja de grande qualidade, não tem grandes motivos de interesse, pelo menos para mim. Apesar do filme ser engraçado e dar gosto ver as brilhantes interpretações dos actores e a excelente realização dos irmãos Coen, falta algo mais ao filme. De qualquer forma, estamos perante um grande filme.
Classificação: 8


Hoje estreiam 4 filmes:
  • "Destruir Depois de Ler", uma comédia dos irmãos Coen com Brad Pitt, George Clooney, John Malkovich, Tilda Swinton, Richard Jenkins e Frances McDormand.
  • "Quando Viste o Teu Pai Pela Última Vez?", um drama com Colin Firth.
  • "A Promessa", um drama de ficção e acção com produção chinesa, japonesa, sul-coreana e de Hong-Kong.
  • "Yella", um thriller alemão.

A estreia da semana é, claro está, "Destruir Depois de Ler". Uma brilhante comédia, cheia de actores conhecidos e de grande qualidade, com uma realização também ela brilhante dos irmão Coen.

Bom cinema ;)

quarta-feira, outubro 01, 2008

Arsenal - Porto

Será que alguém me sabe explicar porque é que nos jogos grandes fora o Jesualdo Ferreira troca sempre atacantes por médios ou defesas??
Será que as derrotas contra Chelsea, Arsenal e Liverpool nos últimos anos não servem de lição?

Sr. Jesualdo Ferreira. Eu até o considero um bom treinador, bastante organizado e disciplinado. Mas... porque é que não experimenta só por uma vez jogar como joga os outros jogos todos? Só para experimentar...

Com isto não estou a deitar as culpas todas para cima do treinador, até porque não era justo. Uma parte da culpa é, sem dúvida, dele. Mas jogadores como Guarin ou Benitez... Que desgraça. Os jogadores do Arsenal entravam por aquela ala esquerda como queriam...

quinta-feira, setembro 25, 2008

Cinema: semana de 18/09 a 24/09

Esta semana não fui ao cinema.

Aqui estão as 3 estreias da semana:
  • "Filhos e Enteados", uma comédia com Will Ferrell e John C. Reilly nos principais papéis.
  • "Espelhos", um filme de terror com Kiefer Sutherland no principal papel.
  • "Morte de um Presidente", um drama britânico.

O filme com Will Ferrell parece ser bastante divertido. A ver vamos.

Bom cinema ;)

quinta-feira, setembro 18, 2008

Cinema: semana de 11/09 a 17/09

Esta semana fui ver "Viagem ao Centro da Terra".

"Viagem ao Centro da Terra" é uma aventura em 3D com Brendan Fraser no principal papel.
Durante uma expedição científica à Islândia, o visionário cientista Trevor Anderson (Brendan Fraser), o seu sobrinho Sean (Josh Hutcherson) e a bela guia local, Hannah (Anita Briem), vêem-se inesperadamente presos numa gruta, de onde a única saída é na direcção das entranhas da Terra. Viajando por mundos nunca vistos, o trio depara-se com criaturas surreais e inimagináveis, incluindo plantas que comem pessoas, piranhas voadoras gigantes, pássaros incandescentes e terríveis dinossauros do passado. Os expedicionários chegam depressa à conclusão de que como a actividade vulcânica à sua volta está a aumentar, têm de encontrar um caminho de volta para a superfície da Terra antes que seja tarde demais.
Um filme que garante entretenimento a todos, especialmente aos mais pequenos. O efeito 3D está muito bom e é a única coisa de bastante positivo que eu tiro do filme. O argumento está muito inconsistente, com várias cenas que aparecem do nada, sem qualquer explicação. Para (não) ajudar temos um Brendan Fraser que é um artista mas não um actor. Interpretação muito, muito fraquinha. Em compensação temos um Josh Hutcherson a bom nível. No entanto, e como disse anteriormente, o filme consegue entreter.
Classificação: 7


Hoje estreiam 3 filmes:
  • "Tempestade Tropical", uma comédia hilariante cheia de acção com Ben Stiller, Robert Downey Jr., Jack Black nos principais papéis, mas também com participações de Nick Nolte, Matthew McConaughey, Tom Cruise, Jon Voight, Jennifer Love Hewitt, Alicia Silverstone, entre outros.
  • "Bem-vindo ao Norte", uma comédia francesa.
  • "Gomorra", um drama italiano.

Grande estreia esta semana. "Tempestade Tropical" promete ser um filme hilariante com actores sobejamente conhecidos.

Bom cinema ;)

quinta-feira, setembro 11, 2008

Cinema: semana de 04/09 a 10/09

Esta semana fui ver "Mamma Mia!" e "Pequeno Grande Dave".

"Mamma Mia!" é uma comédia musical com Meryl Streep, Amanda Seyfried, Stellan Skarsgård, Pierce Brosnan e Colin Firth.
Uma mãe solteira, independente, que tem um pequeno hotel numa idílica ilha grega, Donna (Meryl Streep), está prestes a ter de deixar partir Sophie (Amanda Seyfried), a filha que criou sozinha. Para o casamento de Sophie, Donna convidou duas das suas melhores amigas - a prática e hilariante Rosie (Julie Walters) e a multi-divorciada Tanya (Christine Baranski) - as quais pertenciam à sua banda de outrora, «Donna and the Dynamos». Mas Sophie, secretamente, também convidou três pessoas. Na tentativa de encontrar o seu pai, ao qual estaria destinado levar a noiva ao altar, ela convidou três dos homens do passado de Donna. Em cerca de 24 horas mágicas e caóticas, surgirão novos romances e renascerão antigos, naquela que parece a ilha de todas as possibilidades.
As músicas dos Abba ainda hoje são cantadas em todo o mundo e, por isso, não é de estranhar o aparecimento de um filme quase todo dedicado às músicas do grupo sueco. Eu sou um grande fã dos Abba e gosto de quase todas as músicas que entraram no filme (e não foram assim tão poucas). Portanto, era difícil não gostar do filme e, de facto, adorei. O argumento do filme não é nada de especial. Mas conseguir fazer com que as cenas se enquadrem perfeitamente nas músicas não se vê em todos os musicais, especialmente aqueles que são baseadas em músicas já existentes. Meryl Streep tem aqui mais uma brilhante interpretação. Incrível como é que uma mulher com 59 anos consegue fazer o que ela fez neste filme. Canta, dança, salta e de que maneira. É certa mais uma nomeação para os óscares. Relativamente ao restante elenco... Amanda Seyfreid tem uma voz incrível e tem aqui também uma boa interpretação. Do trio formado por Colin Firth, Pierce Brosnan e Stellan Skarsgard dá ideia que Stellan foi uma 2ª ou 3º escolha para o papel, enquanto que Pierce Brosnan foi escolhido pelo nome e qualidade que tem a interpretar mas certamente não pelos seus dotes vocais. De todos era o pior em termos musicais. As coreografias estavam muito bem elaboradas, sem os grandes exageros que são comuns na maior parte dos musicais. O único ponto não tão positivo, especialmente no início do filme, é o facto de se notar excessivamente o playback. De resto, um filme cheio de boa disposição, grande qualidade e certamente com algumas nomeações para os próximos óscares. Adorei.
Classificação: 9


"Pequeno Grande Dave" é uma comédia com Eddie Murphy no principal papel.
Procurando uma forma de salvar o seu mundo condenado, uma tripulação de extra-terrestres minúsculos, parecidos com os humanos, chega à Terra num disfarce perfeito: uma nave espacial disfarçada de um homem perfeitamente normal (que é parecido com o comandante da nave). Com cada um dos membros miniatura responsáveis por comandar uma parte do corpo, a tripulação embarca numa aventura em Manhattan onde encontra uma família que lhes ensina uma ou duas coisas sobre a humanidade.
Um filme que no início parecia que ia ser uma valente porcaria até acabou por ser bastante bom. Já se sabe que Eddie Murphy é genial em papéis cómicos, no entanto, não tem tido sorte com os filmes que tem feito ultimamente. Num filme com muita ficção, com um argumento demasiado fácil e previsível, algumas das cenas cómicas estão geniais e conseguem arrancar muitas e boas gargalhadas do público. O problema (ou não) é que deste filme é só isso que se pode tirar. No entanto, para mim, já não é mau.
Classificação: 7


Hoje estreiam 4 filmes:
  • "Não te Metas com o Zohan", uma comédia com Adam Sandler no principal papel.
  • "Antes que o Diabo Saiba que Morreste", um thriller com Philip Seymour Hoffman e Ethan Hawke.
  • "O Ar que Respiramos", um drama romântico com Sarah Michelle Gellar, Kevin Bacon, Brendan Fraser, Forest Whitaker, Andy Garcia, entre outros.
  • "A Solidão", um drama espanhol.

A grande estreia da semana parece ser o filme protagonizado por Adam Sandler. Parece ser hilariante.

Bom cinema ;)

quinta-feira, setembro 04, 2008

Cinema: semana de 28/08 a 03/09

Esta semana fui ver "Hellboy II: O Exército Dourado", "A Ilha de Nim" e "Terra de Bravos".

"Hellboy II: O Exército Dourado" é um filme de acção e ficção com Ron Perlman no principal papel.
Após a quebra de uma antiga trégua mantida há anos entre a humanidade e o reino da fantasia, o inferno na Terra está prestes a deflagrar. Um príncipe cruel procura despertar um avassalador e impedioso exército, formado por guerreiros mecânicos imortais, para acabar com a raça humana. Hellboy terá a difícil tarefa de impedir os planos do malévolo príncipe e do seu exército.
Este filme é muito semelhante ao anterior no que à qualidade diz respeito. Apesar da realização ser de bom nível, o argumento não é nada de especial. As cenas que eram para ter piada só conseguem efectivamente fazer rir por 3 ou 4 vezes, e as cenas de acção nem sempre foram bem conseguidas. As interpretações estão razoáveis. Em termos visuais o filme até está bastante bom e de resto até consegue entreter. Mas pouco mais.
Classificação: 7

"A Ilha de Nim" é uma aventura com Abigail Breslin, Jodie Foster e Gerard Butler.
Uma jovem menina habita uma ilha isolada com o seu pai cientista e comunica com um autor solitário sobre o romance que lê. É uma existência que espelha a sua personagem literária favorita, Alex Rover, o maior aventureiro do mundo. Mas Alexandra, a autora dos livros Rover, tem uma vida solitária na grande cidade. Quando o pai de Nim desaparece da sua ilha, um golpe de destino junta-a com Alexandra. Agora devem encontrar a força e coragem do seu imaginário herói, para conquistar a Ilha de Nim.
Apostar num filme em que a grande protagonista é uma miúda de 12 anos poderia ser considerado um risco. Mas quando essa miúda é Abigail Breslin, o sucesso é garantido. Depois de se ter estreado no cinema em "Sinais" quando tinha apenas 6 anos, Abigail Breslin não mais parou e continuou a fazer filmes cada vez com mais sucesso. Entrou em "A Educação de Helen" e 2 anos depois no seu grande sucesso "Little Miss Sunshine", que lhe valeu uma nomeação para os óscares, aos 10 anos de idade. Portanto, estamos perante uma grande actriz que levou este filme às costas. O filme tem excelentes imagens paisagísticas e grandes interpretações por parte de outros actores como Jodie Foster ou Gerard Butler, mas o argumento é básico, apesar que às vezes, para este tipo de filmes para toda a família, é o necessário. Em suma, estamos perante um filme de boa qualidade para toda a família em que os mais novos serão certamente os que saem da sala de cinema mais satisfeitos.
Classificação: 7


"Terra de Bravos" é um drama de guerra com Samuel L. Jackson e Jessica Biel nos principais papéis.
Esta é a história de quatro soldados que lutam para tentar recuperar a normalidade nas suas vidas, após uma longa missão no Iraque. De regresso aos Estados Unidos, cada um deles sente-se mudado e... deslocado.
Apesar de no início haver cenas de acção em pleno cenário de guerra no Iraque, depois o filme é demasiado parado. Depois de voltarem da guerra, a vida dos ex-combatentes desmorona-se, assim como o filme. Todos eles ficaram com sequelas, quer sejam físicas, quer psicológicas. E o filme mostra isso, e nada mais. Apesar de estarmos perante boas interpretações por parte dos actores, à medida que o filme vai chegando ao fim torna-se cada vez mais desinteressante (ao contrário do que costuma e do que deve acontecer). Portanto, este filme vale pela primeira meia hora e pelas interpretações.
Classificação: 6


Hoje estreiam 2 filmes:
  • "Mamma Mia!", uma comédia romântica musical com Pierce Brosnan, Colin Firth, Meryl Streep, entre outros.
  • "Pequeno Grande Dave", uma comédia com Eddie Murphy no principal papel.

A grande estreia da semana é, claro está, o musical com Meryl Streep. Parece-me um grande, grande filme e, ainda sem o ver, aposto já que vai ter algumas nomeações para os óscares.

Bom cinema ;)

quinta-feira, agosto 28, 2008

Cinema: semana de 21/08 a 27/08

Esta semana fui ver "Ficheiros Secretos: Quero Acreditar".

"Ficheiros Secretos: Quero Acreditar", é um thriller com David Duchovny e Gillian Anderson nos principais papéis.
Esta é uma história isolada seguindo a tradição de alguns dos episódios da série e leva a relação complicada entre Fox Mulder (David Duchovny) e Dana Scully (Gillian Anderson) para direcções inesperadas. Mulder continua a sua inabalável missão pela procura da verdade e Scully, a cientista feroz e arrebatadoramente inteligente, mantém-se inexplicavelmente presa às procuras de Mulder.
Mais um episódio de "Ficheiros Secretos". Este segundo filme não é mais do que um episódio longo, com um argumento fraquinho e interpretações fraquinhas. O ponto central da história é a relação entre Mulder e Scully e o argumentista baseia-se apenas nisso. Há qualquer coisa mais como pano de fundo mas não me parece que tenham estado muito interessados em mostrar. Foi tudo feito de forma muito leviana, sem conseguir prender o espectador a uma possível história. Fazer voltar uma série de grande sucesso que durou quase 10 anos (1993-2002) para fazer isto, deviam-se ter esforçado bastante mais.
Classificação: 6

Hoje estreiam 5 filmes:
  • "Terra de Bravos", um drama de guerra com Samuel L. Jackson e Jessica Biel nos principais papéis.
  • "Babylon A.D.", um filme de ficção científica com Vin Diesel.
  • "A Ilha de Nim", uma aventura para toda a família com Abigail Breslin, Jodie Foster, Gerard Butler.
  • "Star Wars: A Guerra dos Clones", uma animação da famosa saga de George Lucas.
  • "Viagem ao Centro da Terra", uma aventura em 3D com Brendan Fraser no principal papel.

Esta semana temos 5 estreias e, por incrível que pareça, todas elas estreiam em Braga. O destaque vai, talvez, para o filme a 3 dimensões. Pode ser interessante, especialmente em termos visuais.

Bom cinema ;)

quinta-feira, agosto 21, 2008

Cinema: semana de 14/08 a 20/08

Esta semana fui ver "Olho Vivo".

"Olho Vivo" é uma comédia com Steve Carell e Anne Hathaway nos principais papéis.
Quando a sede da agência de espiões Control é atacada e a identidade dos seus agentes comprometida, o Chefe (Arkin) não tem outra alternativa senão promover o seu ansioso analista Maxwell Smart (Carell), que sempre sonhou em trabalhar lado a lado com o Agente 23 (The Rock). No entanto, Smart vai ser parceiro da única agente cuja identidade permanece segura: a encantadora mas letal Agente 99 (Hathaway). Com pouca experiência mas com um entusiasmo desenfreado e a ajuda de alguns gadgets, Smart vai ter de derrotar a KAOS, um sindicato do crime que procura a dominação mundial.
Acima de tudo, este filme é uma excelente comédia, ou seja, faz mesmo rir. O argumento é completamente banal mas tem cenas cheias de humor muito bem idealizadas e representadas pelo bom elenco que Peter Segal juntou. Steve Carell tem mais uma interpretação magnífica e conseguiu uma boa química com a, também em excelente forma, Anne Hathaway. Alan Arkin, como também é usual, tem também um grande desempenho. Portanto, apesar deste filme não ter uma grande história, tal facto é compensado pelas cenas hilariantes quase todas elas representadas por Steve Carell.
Classificação: 8


Hoje estreiam 3 filmes:
  • "Hellboy II: O Exército Dourado", o segundo filme desta saga de acção realizado por Guillermo del Toro.
  • "Superhero Movie - Um Estrondo de Filme!", uma sátira aos filmes de super-heróis que conta com a participação de Leslie Nielse, Pamela Anderson, Regina Hall, entre outros.
  • "Aquele Querido Mês de Agosto", um romance português.

Esta semana temos em destaque o segundo filme da saga Hellboy. No entanto, para quem gosta de filmes do género "Scary Movie" não vai poder perder "Superhero Movie".

Bom cinema ;)

quinta-feira, agosto 14, 2008

Cinema: semana de 07/08 a 13/08

Esta semana, por motivo de férias, não fui ao cinema.

Hoje estreia apenas um filme nas nossas salas:
  • "WALL-E", um filme de animação da Disney que promete dar que falar.

Bom cinema ;)

quinta-feira, agosto 07, 2008

Cinema: semana de 31/07 a 06/08

Esta semana fui ver "A Múmia: O Túmulo do Imperador Dragão".

"A Múmia: O Túmulo do Imperador Dragão" é uma aventura com Brendan Fraser, Jet Li e Maria Bello.
O explorador Rick O'Connell (Brendan Fraser) regressa para combater o ressuscitado Imperador Han (Jet Li), num épico que abarca desde as catacumbas da antiga China até aos gélidos Himalaias. Rick é acompanhado nesta nova aventura pelo filho Alex, a esposa Evelyn (Maria Bello) e irmão desta, Jonathan. Desta vez os O'Connell terão de impedir uma múmia com 2000 anos de lançar uma maldição sobre o mundo e colocá-lo, de modo impiedoso, à sua cruel mercê.
Desta vez sem Rachel Weisz, a múmia volta para o 3º filme. Continua presente a acção, a comédia não tanto, e continuam as interpretações medianas. Maria Bello tenta substituir Rachel Weisz mas fica a kilómetros de distância. Toda a personagem é demasiado forçada o que torna o papel dela quase ridículo. O argumento não fica muito atrás dos outros 2 filmes anteriores, mas para uma 3ª tentativa, pedia-se muito mais. No entanto, o filme consegue atingir o objectivo a que se propôs: entreter.
Classificação: 7

Hoje estreiam 3 filmes:
  • "Ficheiros Secretos: Quero Acreditar", mais um filme desta saga de ficção científica com David Duchovny e Gillian Anderson nos principais papéis.
  • "Olho Vivo", uma comédia com Steve Carell e Anne Hathaway nos papéis principais.
  • "O Estado Mais Quente", um drama romântico com a participação de Ethan Hawke.

Duas grandes estreias esta semana, cada uma com estilos completamente diferentes. Por um lado mais um filme dos Ficheiros Secretos e, por outro lado, uma excelente comédia com Steve Carell a reviver uma antiga série de televisão. A não perder.

Bom cinema ;)

quinta-feira, julho 31, 2008

Cinema: semana de 24/07 a 30/07

Esta semana fui ver "Batman - O Cavaleiro das Trevas", "O Panda do Kung Fu" e "Brincadeiras Perigosas".

"Batman - O Cavaleiro das Trevas" é um filme de acção baseado na banda desenhada da Marvel com Christian Bale no papel principal e com um restante elenco de luxo tais como Michael Caine, Heath Ledger, Maggie Gyllenhaal, Morgan Freeman e Aaron Eckhart.
Depois de "Batman: O Início", o homem-morcego regressa para continuar a lutar contra o crime. Batman (Christian Bale), em colaboração com o Tenente Jim Gordon (Gary Oldman) e com o Procurador Harvey Dent (Aaron Eckhart - depois tornado o vilão Duas Caras), limpa Gotham de organizações criminosas. Até que a cidade mergulha novamente no caos criado pelo maquiavélico e genial Joker (Heath Ledger), um inimigo feroz, talvez o maior inimigo de Batman.
Já muito se tinha falado sobre a interpretação de Heath Ledger neste que foi o seu último grande papel. Portanto, já se esperava uma grande interpretação. Conhecendo Heath Ledger de tantos outros filmes, nunca pensei que este fosse um tipo de actor capaz de representar desta forma. Foi realmente uma interpretação magnífica que abafou a interpretação de Christian Bale, que até esteve bastante bem. O argumento do filme foi muito bem elaborado. O filme é longo mas talvez seja um \"mal\" necessário. Divide-se em duas grandes partes em que a primeira tem como protagonista o Joker e na outra parte, embora mais curta, o Duas Caras. Acção não é coisa muito frequente no filme, embora se possa assistir a grandes cenas de suspense que conferem grande ritmo ao filme, todas elas muito bem filmadas por Christopher Nolan. Quando se pretendia "parar" um pouco o filme recorria-se sempre a cenas com dois dos melhores e mais experientes actores da actualidade que conferiam enorme credibilidade a cada cena: Michael Caine e Morgan Freeman. Dois grandes actores em duas grandes personagens que parecem ter sido criados para eles próprios. Aaron Eckhart tem também neste filme talvez a sua melhor interpretação de sempre. O seu Harvey Dent está fenomenal. Maggie Gyllenhaal, embora tenha uma interpretação mais convincente que Katie Holmes, não faz nada de extraordinário mas cumpre o seu papel. Em suma, apesar do Batman não estar dentro dos meus heróis favoritos da banda desenhada tenho que reconhecer que estamos perante o melhor Batman de sempre que consegue mesmo superar "Batman: o Início", que parecia quase impossível. Óscares? Muito provavelmente.
Classificação: 8



"O Panda do Kung Fu" é um filme de animação que na versão original conta com as vozes principais de Jack Black e Dustin Hoffman.
À primeira vista pode parecer apenas um simples panda, mas de noite Po (Jack Black) sonha em tornar-se num mestre de artes marciais. Agora que o seu povo está em perigo, Po pode ver os seus sonhos tornarem-se realidade mais depressa do que pensa. Inesperadamente, foi escolhido para treinar ao lado dos seus ídolos: os lendários Tigresa, Grou, Louva, Víbora e Macaco. Conseguirá ele alcançar os seus sonhos e derrotar o temível leopardo das neves, Tai Lung?
Sinceramente esperava mais deste panda. Já tinha ouvido falar muito bem deste filme e, naturalmente, esperava que fosse assistir a um dos melhores filmes de animação do ano. Não foi bem isso a que assisti. Foi um filme divertido quanto baste, com piadas inteligentes que se contam pelos dedos de uma só mão, mas em contrapartida com bastantes piadas dirigidas aos mais novos. O argumento é banal, igual a tantos outros. As interpretações vocais por parte de Jack Black e Dustin Hoffman estão muito boas. Mais um filme de animação dirigido especialmente aos mais novos.
Classificação: 7



"Brincadeiras Perigosas" é um thriller com Naomi Watts, Michael Pitt, Tim Roth e Brady Corbet nos principais papéis.
Uma família em férias recebe a visita inesperada de dois jovens perturbados. As suas idílicas férias transformam-se num pesadelo, à medida que são submetidos a terrores inimagináveis e têm de lutar para permanecer vivos. As férias começam com a viagem de Anna, George e o seu filho Georgie a caminho da sua casa de Verão. Os vizinhos, Fred e Eva, já lá se encontram. Combinam jogar golfe na manhã seguinte. O dia é perfeito. Anna começa a fazer o jantar, enquanto o marido e o filho estão ocupados com o seu barco recentemente restaurado. Subitamente, Anna vê-se frente a frente com um jovem educado, o convidado dos vizinhos, Peter, que veio pedir ovos emprestados. Anna está quase a dar os ovos a Peter, mas hesita. Como é que ele entrou na propriedade? Peter explica que há um buraco na vedação - Fred mostrou-lhe onde. As coisas pareceram estranhas desde o princípio. De repente, a violência irrompe.
Este seria, sem dúvida, um dos piores filmes de 2008 caso não tivéssemos perante um elenco de tamanha qualidade. Este filme vale exclusivamente pela interpretação dos actores. Naomi Watts, Tim Roth, Michael Pitt e Brady Corbet têm uma interpretação soberba. Conseguem transmitir emoções que o argumento do filme por si só não consegue. Fora isso, o filme é lento, muito lento, sem grandes motivos de interesse, e, como tal, demasiado longo. Meia hora de filme chegava para contar a história toda.
Classificação: 5


Esta semana estreiam 3 filmes:
  • "A Múmia: O Túmulo do Imperador Dragão", o 3º filme da saga com Brendan Fraser no principal papel e desta vez com Jet Li no papel de múmia.
  • "Capítulo 27 - O Assassinato de John Lennon", um drama com Jared Leto e Lindsay Lohan nos principais papéis.
  • "Baile de Outono", um drama vindo da Estónia.

A estreia da semana é, claro está, a nova aventura protagonizado por Brendan Fraser.

Bom cinema ;)

quinta-feira, julho 24, 2008

Cinema: semana de 17/07 a 23/07

Esta semana fui ver "Procurado" e "Hancock".

"Procurado" é um thriller cheio de acção com James McAvoy, Morgan Freeman e Angelina Jolie.
No trabalho, o seu patrão parece viver para o humilhar à frente dos colegas. Em casa, a sua namorada parece ser um íman sexual para todos os homens... excepto ele próprio. Não é por isso de estranhar que Wesley (McAvoy), de 25 anos, tenha de tomar comprimidos para controlar os ataques de pânico. Mas a chegada da sensual Fox (Jolie) irá mudar para sempre a vida patética de Wesley. Fox vai recrutá-lo para a "Fraternidade", uma sociedade secreta de assassinos com capacidades extra-sensoriais, cujo mote é matar um para salvar milhares. Agora, ao descobrir forças que estavam adormecidas no seu corpo, Wesley vai renascer... mas também descobrir que as intenções dos seus parceiros poderão não ser tão nobres quanto parecia.
Apesar de não ter um argumento por aí além, esse mesmo argumento até me conseguiu surpreender pela positiva. Estava à espera de muito pior. Um final diferente do que se estava à espera ajudou bastante à apreciação final positiva do argumento. Os efeitos especiais propositadamente exagerados estão interessantes. A ideia de disparar armas com "efeito" é genial. O desempenho dos actores poderia ter sido melhor embora não fosse de todo negativa. Aliás, James McAvoy consegue mesmo fazer um grande papel. A realização, assim como o filme, está positiva, mas sem deslumbrar.
Classificação: 7



"Hancock" é uma comédia com Will Smith, Charlize Theron e Jason Bateman.
Toda a gente sabe que com grande poder vem grande responsabilidade... excepto Hancock (Will Smith) - um conflituoso, sarcástico e incompreendido super herói de Los Angeles. Embora os seus actos possam salvar a vida de milhares, os estragos parecem ser sempre também em grandes proporções. Por isso, a opinião pública está cansada de Hancock, a quem pouco interessa a opinião dos outros. Mas isso poderá estar para mudar.
Aqui está um filme que seria um fracasso com actores de pior qualidade. Will Smith tem mais um grande desempenho e leva o filme às costas. A ideia inicial do filme, de um anti-herói está muito boa (e, não sei se já disse, excelentemente desempenhado por Will Smith) mas foi pena não terem desenvolvido mais a história a partir de meio do filme. O argumento acaba por ser apenas positivo exactamente por esse facto. No entanto, tem cenas com imensa piada o que reflecte o principal objectivo deste filme: fazer rir. E nesse sentido acho que foi um objectivo completamente atingido. Relativamente ao restante elenco, Charlize Theron e Jason Bateman, acompanham muito bem Will Smith, com boas interpretações. Os efeitos visuais estão bastante bons, assim como a realização de Peter Berg. Em suma, um bom filme para entreter multidões e não faltou muito para ser um pouco mais que isso.
Classificação: 8


Hoje estreiam 3 filmes:
  • "Batman - O Cavaleiro das Trevas", mais um filme do homem-morcego pela segunda vez protagonizado por Christian Bale.
  • "Macacos no Espaço", um filme de animação.
  • "Eu Servi o Rei de Inglaterra", uma comédia dramática de produção checa e eslovaca.

A grande estreia da semana é o novo filme do Batman. Alguns já dizem que pela primeira vez vai haver um filme de super-heróis nomeado para as principais categorias dos próximos óscares. Será? Pelo menos, desde já, este filme conseguiu bater o record de bilheteira no primeiro dia de exibição destronando "O Homem-Aranha 3", que detinha esse record.

Bom cinema ;)