segunda-feira, novembro 10, 2008

Sporting - Porto

Como é que é possível a TVI não mudar os seus comentadores dos jogos de futebol? É ridículo.

1 comentário:

Pedro Vieira disse...

Plenamente de acordo...
Todavia acho que o árbitro não terá tido influência no resultado final ,apesar de alguns erros técnicos evidentes beneficiando e prejudicando as duas equipas. Daí as queixas de ambas as partes
As expulsões foram um pouco forçadas sobretudo a do Caneira (a não ser que o árbitro tenha interpretado como agressão o pé que toca na cara do Hulk); a do Pedro emanuel pareceu mais a compensação da expulsão anterior; e só no caso do Hulk aqui pode-se dizer expulsão acertadíssima pela clara simulação de penalty que não existiu
Existiram 3 lances passíveis de marcação de grande penalidade: Mão do defesa Rolando evidente mudando inclusivé a trajectória da bola, quase no final dos 90 minutos que o árbitro não sancionou, talvez para não desempatar o jogo naquela altura; Num canto a favor do Porto parece haver motivos para marcação de uma grande penalidade por pretensa agressão de Rochembak sobre o Rolando com possível expulsão do jogador do sporting, mas sempre muito dificil ajuizar este tipo de lances na sequência de bolas paradas, mas fica-se com essa ideia; outro lance passivel de penalty uma obstrução clara de Bruno Alves sobre o Abel no prolongamento ficando tb a ideia que o árbitro não quis arriscar a marcação do mesmo para não desempatar o jogo. No lance da expulsão de Caneira os portistas reclamam uma grande penalidade, que não é porque o lance é controlado pelo defesa do Sporting e o lance ocorre fora da trajectória da bola parecendo ser Hulk a fazer-se ao encosto.
Um jogo de facto difícil de apitar em que os jogadores não facilitaram
Ingrato sim o facto das duas melhores equipas nacionais encontrarem-se demasiado cedo nesta fase da prova e como tal alguém tinha mesmo de ficar pelo caminho. Uma final reeditada e antecipada
Jogo muito bem disputado com supremacia do Sporting pela primeira parte, mas parabéns ao Porto por ter se aguentado da pressão sufocante inicial e ter matido a cabeça no lugar, nunca descurando a possibilidade de ataque, tendo mérito na obtenção do golo pelo avançado Hulk
Pior mesmo do jogo como foi dito os comentadores da têvê

Melhor do Porto: Bruno Alves
Man of the Match: Polga