quinta-feira, junho 26, 2008

Cinema: semana de 19/06 a 25/06

Esta semana fui ver "Padrinho... Mas Pouco".

"Padrinho... Mas Pouco" é uma comédia romântica com Patrick Dempsey e Michelle Monaghan nos principais papéis.
Tom (Patrick Dempsey) tem uma boa vida: é sexy, bem sucedido, e sabe que pode sempre contar com Hannah (Michelle Monaghan), a sua melhor amiga e a única constante da sua vida. Leva a vida perfeita até ao dia em que Hannah faz uma viagem de negócios de seis semanas à Escócia e ele percebe o quão vazia ficou a sua existência. Decide que, assim que ela regresse, a irá pedir em casamento mas, para choque de Tom, Hannah regressa noiva de um rico e atraente escocês. Quando Hannah convida Tom para seu padrinho, ele aceita relutantemente o papel... para ter uma última oportunidade de impedir o casamento.
Mais uma comédia romântica. É o que se pode dizer deste filme. Histórias deste género já foram vistas muitas vezes nas salas de cinema. Como tal, este filme foi todo ele muito previsível. Até as interpretações não convenceram na totalidade. Dá-se muito pouco a conhecer dos personagens envolvidos no filme, claro está não só por culpa das interpretações mas também (e principalmente) do argumento. Patrick Dempsey tem uma interpretação razoável, assim como Michelle Monaghan. No entanto, a falta de química entre os dois é facilmente visível. A melhor interpretação foi sem dúvida do, recentemente falecido, Sidney Pollack. O seu último trabalho como actor. De resto, tudo igual a tantas outras comédias românticas.
Classificação: 7


Hoje estreiam apenas 2 filmes:
  • "Speed Racer", um filme de acção e aventura com Emile Hirsch, Christina Ricci, Matthew Fox, Susan Sarandon, John Goodman, entre outros.
  • "Houdini - O Último Grande Mágico", um drama com Catherine Zeta-Jones e Guy Pearce nos principais papéis.

"Speed Racer" parece ser, entre estes dois, o melhor. Portanto é a minha escolha da semana.

Bom cinema ;)

1 comentário:

escrevinhadora disse...

Concordo com a madiania das interpretações (se bem que ache exagerada a gesticulação do protagonista), mas o enredo foi construído às três pancadas, um bocado inconsequente...-tipo-de-repente-descobri-que-te-amava
Enfim, a alegria nunca faz mal.