quinta-feira, maio 03, 2007

Cinema: semana de 26/4 a 2/5

Esta semana fui ver "O Atirador" e "300".


"O Atirador" é um thriller com Mark Wahlberg no papel principal.
Bob Lee Swagger (Mark Wahlberg) é um atirador furtivo que, devido a uma traição, acaba por sair dos Marines. Um dia, apesar de se ter retirado para uma localidade remota, é abordado pelo Coronel Isaac Johnson (Danny Glover), que lhe diz que o seu país precisa desesperadamente dele: uma tentativa de homicídio do presidente está eminente, e a perícia de Swagger torna-no no homem ideal para o impedir. Swagger aceita o trabalho com relutância, sem desconfiar que tudo não passa de uma armadilha...
Um bom thriller de acção, com mais uma boa interpretação de Mark Wahlberg. O argumento do filme é bastante positivo e a realização muito boa. Consegue ser diferente, com alguns planos bastante interessantes. Como o argumento não é nada de excepcional, o filme vive muito de Mark Wahlberg mas também tem uma grande ajuda de Antoine Fuqua (realizador). Para além do bom funcionamento do actor/realizador o filme também conta com um bom ritmo, que é indispensável para o sucesso de um filme deste género. Uma pessoa não dá mesmo pelo tempo a passar, o que no meu caso é muito raro. Em suma, gostei bastante deste filme e, para mim, é, para já, um dos melhores thrillers de acção do ano.
Classificação: 16

"300" é um filme de guerra com Gerard Butler, Lena Headey, David Wenham e Rodrigo Santoro.
Baseado na novela gráfica de Frank Miller, "300" relata a batalha de Termópilas, na qual o Rei Leónidas (Gerard Butler) e 300 espartanos lutaram até à morte contra Xerxes (Rodrigo Santoro) e o seu gigantesco exército persa. Desafiando todas as probabilidades, e em larga desvantagem, o seu sacrifício tornou-se inspirador para o povo grego, que após a batalha se uniu para derrotar o poderoso império persa.
Este filme poderia ser um épico, mas não é. Não é mais do que um filme de acção com muito sangue e efeitos especiais. O argumento é fraquinho. Os diálogos são praticamente nulos. Não existe um aprofundamento das personagens, o que num filme deste género me parece fundamental para dar mais intensidade. A realização está razoável. Não se dá a conhecer o espaço tão bem como se deveria. As interpretações estão bastante boas, com Gerard Butler a destacar-se com um excelente desempenho com o seu Leonidas. Em suma, o filme não é mais do que entretenimento puro e duro, com alguma qualidade. Bastante acção, muito ritmo, violência e muitos efeitos especiais. Se o objectivo era esse, foi atingido. Mas não era o que eu esperava, de um filme de guerra...
Classificação: 14

Hoje estreiam 5 filmes:
  • "Homem Aranha 3", o 3º filme da saga com Tobey Maguire e Kirsten Dunst.
  • "Shortbus", um drama com "bolinha".
  • "Still Life", um drama romântico chinês.
  • "O Concílio de Pedra", mais um drama, mas desta vez francês, com Monica Bellucci e Catherine Deneuve.
  • "O Mistério da Estrada de Sintra", uma aventura portuguesa com António Pedro Cerdeira, Nicolau Breyner e Rogério Samora.

A grande estreia da semana é sem dúvida "Homem Aranha 3" e certamente não vou perde-lo.

Bom cinema ;)

7 comentários:

Espinha disse...

O argumento está fraquinho.... Se se considerar o argumento a história real da defesa do povo espartano contra o imperio persa, o facto de 300 guerreiros resistirem contra milhares e ser feito um filme em homenagem a tal acontecimento historico... só vejo um filme retratando a 2ª Grande Guerra Mundial de melhor argumento.... É épico por que? Porque épico em cinema significa um conto ou relato de grandes heróis, onde todo seu centro se baseia em apenas um personagem principal ou de um povo. Conta tipicamente com grande produção e temas dramáticos... Viste o mesmo filme que eu?? Álem de que eu ja tinha falado no filme, nao precisavas de repetir no blog :p

Espinha disse...

Quanto ao "Atirador"... O argumento do filme é bastante positivo (...) Como o argumento não é nada de excepcional... Qual escolhemos?

Pedro Fonseca disse...

Não confundas argumento do filme com história em que se baseia. Tu com a mesma história podes dar a 5 pessoas diferentes para fazer um filme e o filme vai, de certeza, sair diferente em todas elas.
Eu não conheço a história, mas ao que dizem, rigor histórico é coisa que não existe neste filme. Mas como eu não conheço, não falei disso. Falei sim do que vi, em termos de argumento do filme. O argumento está fraquinho. Os diálogos não trazem nada de interessante e não traça os retratos dos personagens, o que, como disse, é fundamental para um filme deste género.

Quanto ao atirador, na minha opinião, o argumento está bastante positivo mas nada de excepcional.

Espinha disse...

Já agora explica-nos, o que é um épico para ti?

Espinha disse...

Mesma historia, varias realizações... Estavas à espera que fizessem um aprofundamento de mais de 300 personagens? Aliás, todas elas eram comuns... mesma educação, mesma filosofia de vida... membros do povo espartano... Foi de certa forma aprofundado logo no inicio do filme... Todos eram triados à nascença, ensinados a combater desde crianças, abandonadas sem roupa nem comida à sua sorte... É fundamental para que tipo de filme? Épico ou filme de acção? Quanto ao rigor histórico, desafio aos conhecedores da História que venham comentar onde falhou o filme... Não é so dizer: "Ah, dizem que nao tem fundamento..." e serve de argumento

Miguel disse...

Pedro discordo completamente este é neste momento o melhor filme de 2007.

Miguel disse...

Adorei este filme pela historia involvente. A forma inovadora como e filmado, acho que se adapta muito bem a época histórica em questão assim como história em si.
O argumento está colossal pois sem muitas palabras, que é umas das caratristicas do povo espartano muita acção poucas palabras, consegue por toda a gente que ve o filme do lado dos espartanos. Uma sociedade em que quanto maior é o teu grau de nobresa mais e exigido de ti a nivel fisico e psicologico e menos direito tens á luxos que são considrados por eles superfulos. Acho que todos os aspectos históricos estão muito bem caractrisados e realsa o que é importante sobre este povo Grego.