segunda-feira, abril 02, 2007

As claques no futebol

Mais uma vez, este fim-de-semana, a minha teoria da inutilidade das claques no futebol se confirmou. Elas são formadas normalmente por jovens (mas não só) que juntos têm como objectivo único criar problemas nos estádios de futebol.
Se repararmos, elas passam a maior parte do tempo de costas voltadas para o jogo, portanto para ver o jogo não é certamente. Depois, para apoiar não é igualmente, até porque temos o exemplo da magnífica claque do Porto: em quase todos os jogos do Porto se ouvem insultos aos benfiquistas que nada têm a ver com o jogo em questão. Por aí se vê facilmente que eles não estão ali para apoiar mas simplesmente para criar confusões (ou pelo menos tentar).

O Benfica já disse que nos próximos anos não vão ceder bilhetes para os adeptos do Porto irem à Luz. Acho muito bem. Contra comportamentos extremistas pedem-se decisões extremistas, e nesse aspecto acho que o Benfica esteve muito bem.

Não tão bem esteve na escolha dos lugares para as claques portistas. Cabe na cabeça de alguém pôr as claques do Porto por cima dos adeptos do Benfica?? Independentemente do péssimo comportamento desses delinquentes, a organização esteve muito mas mesmo muito mal nesse aspecto.

Mas estes problemas seriam todos resolvidos se se acabassem simplesmente com as claques de futebol. Um bom começo para que isso acontecesse era acabarem de uma vez por todas com as regalias que elas têm, oferecidas pelos presidentes dos clubes de futebol. Qual é a lógica de darem regalias a quem mais estraga este desporto??

3 comentários:

Gisela disse...

Muito bem dito! E é de notar que tu és do Porto, é para que saibam!

Espinha disse...

Então não era do Braga? :p

13 disse...

A maioria das pessoas que se envolvem em claques, são pessoas mal formadas... Mas nem toda a gente é assim! E mais uma vez, paga o justo pelo pecador!