quinta-feira, março 22, 2007

Estava um lindo Domingo de pesca quando...

... o pai da minha namorada, que estava sozinho no paredão do rio, é abordado por dois indivíduos aparentemente embriagados e que, à primeira vista, só queriam meter conversa. Eu, a minha namorada e a restante família estavamos do outro lado da rua a assistir ao "Show" protagonizado pelos dois animadores aos saltos e numa daquelas conversas, quais velhos amigos, de toques no ombro e afins... A conversa começou a ficar estranha quando um deles começa a recolher uma das canas que tinhamos lá e vermos que mais à frente havia uma senhora que estava sempre a mandar "bitaites" aos "animadores". Saí do carro e apressei-me a ir ver o que se passava, não só para garantir que de facto estava tudo bem mas para que desse também a entender que o pai da minha namorada não estava lá sozinho. Constatei de imediato que não estava nada bem logo na conversa agressiva de um deles a perguntar-me se eu queria alguma coisa e se não queria ir tomar banho ao rio.. Até que um outro me dá uma chapada leve na cara e aí começa a confusão... Toda a família a defender-se uns aos outros e começa a batatada, qual jogo de futebol argentino.. Outros pescadores vieram em auxílio e disseram que já não era inédito aqueles dois meterem-se em confusões. No meio de ameaças de navalhadas e "brocadas" (sim uma broca) ligo para o 112 sem resposta... Mas por fim lá alguem conseguiu chamar a PSP através do mesmo 112 que os perseguiu bastante tempo depois de eles já se terem retirado, e soube-se também posteriormente que a senhora dos "bitaites" era mãe de um deles. Apenas um foi apanhado e somente identificado. Mais tarde soube também que eles já tinham perguntado ao pai da minha namorada se não lhes dava nada (dinheiro) e a gentil senhora ripostou: se não dá nada levem-he as canas!

Que 112 é este que temos que não nos atende de imediato a duas chamadas numa situação de emergência? Por outro lado, não consigo entender a mentalidade de alguns indivíduos... Que vais fazer de tarde? Não sei pá... que tal irmos até à marginal embriagarmo-nos e andarmos a assaltar gente e a arranjar confusão? É isso mesmo!! Já que se for ao cinema não percebo nada dos filmes, não sei ter nenhuma conversa de jeito numa esplanada nem sei fazer nada de nada, não vejo outro programa melhor que metermo-nos com as pessoas!! Bora lá!!

3 comentários:

marta r disse...

Bolas, esta história quase dava um filme! Que podia ter consequências graves caso o pai da tua namorada estivesse mesmo sozinho...

Espinha disse...

Pois.. Infelizmente nem todas as vítimas deste tipo de gente têm a mesma sorte de ter alguem que as ajude.. Como é que alguma vez poderemos instruir estas "pessoas"?

Kharun disse...

E eu a pensar k ja nao existiam estas belas tardes de domingo em familia... Enkuanto voces estavam à busca do Famoso Peixe Piroca, a outra familia andava à busca do Famoso Lorpa (sem ofensa!!!!!)!!! Um típico domingo dos anos 70...80...90...!!!!