sábado, janeiro 06, 2007

O enforcamento

Já aqui falei há uns tempos que não concordava com a pena de morte em nenhuma circunstância, incluindo esta do Saddam Hussein.
No entanto, ele foi mesmo executado e agora fala-se muito da filmagem ilegal feita através de um telemóvel e posta na internet.

Para já, acho que a execução tinha de ser filmada e revelada ao público na integra de forma legal e não uma filmagem efectuada por telemóvel e de forma ilegal. Se foi ilegal acho muito bem que a pessoa que a fez seja castigada. Agora o problema é o facto de não ter sido feita legalmente nenhuma filmagem completa da execução.

Acho que eles se deviam preocupar mais era com as ofensas ao homem que estava a segundos da morte. Independentemente do que Saddam Hussein fez, aquilo foi demasiado cruel. Essas pessoas (se é que lhes podemos chamar assim) com essa atitude só mostraram que não eram melhores que ele.

Portanto, preocupem-se em castigar severamente, isso sim, os autores daquelas calamidades e não o pobre coitado que filmou tudo.

5 comentários:

Aninhas disse...

Safou-se num instantinho, de forma limpinha e sem dores ou chatice de uma vida inteira de genocídio e tortura.
Não foi justo.
A meu ver tinha apodrecido na prisão, sem mais que um catre de ferro para dormir e um buraco para as necessidades.
Sem janelas ou passeios ao ar livre, sem nada.

Para sofrer até morrer.
E ainda ficaria muito aquém de todo o sofrimento que a sua desumanidade causou...

:(

Pedro Fonseca disse...

Mesmo assim, achas bem os insultos a um homem (mesmo esse homem, que fez tudo isso que disseste) que está a segundos de morrer?

Espinha disse...

Portanto, preocupem-se em castigar severamente, isso sim, os autores daquelas calamidades e não o pobre coitado que filmou tudo.

Agora vejam lá nao usem a pena de morte...... :P

Gisela disse...

Sim, também não acho que a pena de morte tenha sido a melhor forma de o castigar.
Mas realmente realizou-se uma filmagem em condições por uma câmara, mas não pode ser mostrada ao público...

Paulo disse...

Acho que sofreu pouco para o que fez.